Identidade Roubada - Chevy Stevens


Identidade RoubadaEra para ser um dia como outro qualquer na vida de Annie O’Sullivan. A corretora de imóveis levanta da cama com três objetivos: vender uma casa, fazer as pazes com a mãe e não se atrasar para o jantar com o namorado. Naquele domingo, aparecem poucas pessoas interessadas em visitar o imóvel. Quando Annie está prestes a ir embora, uma van estaciona diante da casa e um homem sorridente vem em sua direção. A corretora tem certeza de que será seu dia de sorte. Mas o inferno está apenas começando. Sequestrada por um psicopata, Annie fica presa durante um ano inteiro em um chalé nas montanhas, onde vive um pesadelo que deixará marcas profundas.

Avaliação:  ★★★★★ 
Editora: Arqueiro.
ISBN:  9788580410129.
Páginas: 256.



Annie não esperava que no fim de um plantão de vendas, prestes a ir a um encontro com seu namorado, fosse ser surpreendida por um estranho sorridente que se interessara por casas. Pior que isso, ela não esperava que esse estranho a jogaria dentro de uma van, e proporcionaria o pior ano de sua vida.

Assim, ela é levada por esse psicopata para um chalé no meio de montanhas, onde não há meio de escapar. Sendo abusada praticamente todas as noites e tendo sua rotina decidida e vigiada por esse estranho e repugnante homem, que determina o quanto ela deve comer, quantos banhos tomar e quantas vezes ir ao banheiro por dia, sendo que a violação de uma dessas ordens gera punições severas. 

Annie aprende os hábitos e o que não deve fazer para manter a calma de David. Com o passar do tempo tornasse uma subordinada e já não aguenta ficar trancada o tempo inteiro. Certo dia, David a chama para sair da pequena moradia, pois precisava de ajuda para carregar o corpo de um cervo que havia matado. Era a primeira vez que a mulher virá um animal morto tão de perto, e a primeira vez que sentia o ar fresco em meses.


As intenções de David não eram conseguir uma recompensa ou apenas abusar de Annie. Ele queria mostrar a sociedade que era melhor, que sem ela tudo fica agradavelmente bem. Ele queria filhos, para criar pessoas "decentes" e sem a imoralidade do mundo. Assim, cumprira seu maior objetivo, engravidar Annie. 

Após dar a luz a pequena menina, ela percebe que a criança é dela, só dela, nem David tem direitos sobre o pequeno bebê. E que mesmo sendo filha deste monstro, isso já não importava, pois a amava de todo coração, e ela era a única coisa que importava em sua vida. E sua sede por sair dali só aumentara.


No início da leitura me desanimei e deixei o livro um pouco de lado. Confesso que não teria lido se não fosse livro de parceria, porém, agradeço por ser, se não eu teria perdido uma grande história. 

O livro é narrado pela Annie, contando primeiro como é um dia comum de sua vida, discussões com a mãe, vender casas e sair com o namorado. Após o sequestro, os fatos variam entre contar a vida em cativeiro e as visitas a terapeuta. Sendo os relatos extremamente detalhados, muitas vezes nos deparamos com partes fortes, coisas que nem gostaríamos de ter lido. 

Até a metade do livro a história segue um padrão mediano, mas é quando o policial Gary aparece que a 'coisa fica boa', pois o mistério de porque o sequestro foi feito e por quem (além de David) foi premeditado, transforma-se no alvo dos fatos, e ai você cai de cara no livro. E descobre que os fatos são bem diferentes do que passamos a imaginar. 


Foto -Chevy Stevens
É um livro instigante que te faz pensar na sorte que tem ter uma vida normal, por mais chata que seja. Aconselho a leitura pra quem tem estômago forte e gosto por mistérios!




SOBRE A AUTORA
Chevy Stevens nasceu e foi criada em uma fazenda em Vancouver Island, no Canadá, lugar até hoje muito presente em sua vida. Quando não está diante do computador, faz caminhadas com o marido e o cachorro pelas montanhas próximas à sua casa. Vendido para mais de 20 países, Identidade roubada tornou-se best-seller na Alemanha e nos Estados Unidos.

7 comentários:

Eduarda Menezes disse...

Fico receosa em ler esse livro por achar o tema muito forte, não sei o que irei encontrar! Pela sua resenha deu pra ter uma ideia e apesar de adorar mistérios e ter até ficado intrigada com o do livro, acho que vou deixar esse passar, quem sabe um dia, quando eu tiver o estômago mais forte pra essas coisas!

Adorei o seu blog, super lindo, a Gi capricha mesmo, o lay está maravilhoso!
Beijos! ^^

Isabela disse...

Esse livro é bom, mas meio que me deixou um pouco paranóica enquanto estava lendo, haha. Boa resenha.
Isabela - Contando Histórias

Samira, disse...

Eu adorei esse livro. Apesar de a história ser forte achei o final surpreendente e eu nunca teria pensado em nada parecido. A resenha ficou ótima, parabéns.

http://thebookofmydreams.blogspot.com/

Celle Espindola disse...

Já li várias resenhas desse livro e o pessoal sempre fala isso, que é um livro muito bom, mas também muito forte. Não sei se tenho muita vontade de ler não, mas aposto que se eu lesse eu iria gostar, haha.

Beijos,
Celle
Três Lápis

Karine Marinho disse...

Fico muito curiosa quanto a esse livro, mas esse estilo de livro não é bem minha praia e já tenho dois desse tipo na minha estante. Então borá ler os que tão aqui para depois ver os outros! :D
Adorei a resenha, acho que é a primeira vez que eu leio que ela teve uma filha! :(
Beijos,K.
Girl Spoiled

@whosthanny disse...

Fico horrorizada só de ler a sinopse do livro, não tenho estômago pra estórias assim. Não sei se leria.

Beijos,
whosthanny.com

LETICIALTC disse...

O Livro é otimo estou lendo pela 2° vez!

Postar um comentário

 
Layout de Giovana Joris